Dia Nacional de Paralisação dos docentes federais movimenta o CEFET/RJ

Professores do CEFET/RJ paralisam atividades e mobilizam a comunidade em defesa da educação pública

IMG_3997

O Dia Nacional de Paralisação, ocorrido em 14/05, movimentou todas as IFE do país, com a paralisação das atividades acadêmicas e a realização de atos e atividades de mobilização em torno de bandeiras centrais para a garantia de uma educação pública de qualidade: contra os cortes de verbas na educação, as terceirizações e a retirada de direitos trabalhistas e em defesa de carreira, salário, condições de trabalho e dos direitos na aposentadoria.

Alunos(as) lotam o auditório da UnED Maria da Graça

Alunos(as) lotam o auditório da UnED Maria da Graça

No CEFET/RJ, professores(as) de diversas unidades se engajaram nesta luta e realizaram, junto à outros segmentos da comunidade, atividades de conscientização sobre a pauta dos professores federais e do conjunto dos SPF, dentro da conjuntura atual de ataques à educação pública e aos direitos dos trabalhadores.

Na Unidade de Ensino Descentralizada (UnED) de Maria da Graça, as atividades ocorreram entre 9h e 16h e compreenderam a apresentação da pauta que mobiliza a greve dos professores, articulada a uma análise de conjuntura. Os professores que organizaram a atividade, da Coordenação de Ensino Médio Integrado, enfatizaram junto aos estudantes a importância da mobilização dos trabalhadores e a greve como ferramenta de luta.

A atividade contou ainda com a presença do Grêmio Estudantil da Unidade, que fez um relato da Assembleia Geral da ADCEFET-RJ, ocorrida em 12/05.

20150514_095425Em seguida, os estudantes se dividiram em grupos e elaboraram pautas de reivindicações, que serão sistematizadas pelo Grêmio e consolidadas em uma única pauta. As demandas giraram em torno de questões relativas à infraestrutura da escola, dos laboratórios, biblioteca e salas de aula, a segurança nas proximidades da Unidade, a garantia de material de higiene nos banheiros, computadores e internet de qualidade, refeitório e garantia das bolsas de assistência estudantil, dentre outros.

Por fim, foi exibido, no auditório da Unidade, o documentário “Terceirizado, um trabalhador brasileiro”, seguido de debate sobre a precarização das relações de trabalho e seus impactos em todas as dimensões da vida social.

20150514_095046

Grêmio Estudantil da UnED Maria da Graça

Na Unidade Maracanã, foi realizada durante a tarde atividade de panfletagem para conscientizar a comunidade sobre a pauta de reivindicações dos docentes e dos SPF, bem como sobre a conjuntura, com destaque para o ajuste fiscal, o PL 4330, e as MPs 664 e 665.

O recém criado Comando Local de Mobilização da ADCEFET-RJ SSind percorreu os corredores, salas de professores, setores e pátios e conversou com os presentes sobre a grave conjuntura de ataque à educação pública, seja através dos cortes orçamentários, seja através do desmonte das carreiras públicas e da retirada de direitos trabalhistas e previdenciários.

unnamedNa UnED Itaguaí, tal como em Maria da Graça, professores do Ensino Médio também organizaram exibição de filmes e debates sobre a conjuntura nacional e as paralisações, com a participação da comunidade, em especial dos alunos do ensino médio.

Às 16h, professores, estudantes e técnico-administrativos em educação do CEFET/RJ participaram de Ato Unificado dos SPF na Cinelândia, onde servidores de diversas instituições fizeram falas convocando a população para a luta em defesa de serviços públicos de qualidade, enquanto se realizava panfletagem e esclarecimento sobre o ajuste fiscal e seus impactos na vida de todos.

014

Atividade na UnED Itaguaí

 

Negociação com o Governo Federal não avança e termina sem calendário definido

O Dia Nacional de Paralisação dos docentes federais integrou o calendário de lutas do ANDES-SN e dos SPF, tendo em vista reunião de negociação ocorrida entre as entidades sindicais integrantes do Fórum dos SPF e o Governo Federal.

A reunião terminou sem avanços na negociação, tendo em vista que o Governo não respondeu à pauta dos SPF, apresentando somente “estudos” que estariam sendo realizados internamente sobre mudanças em auxílios e benefícios.

Na avaliação de Amauri Medeiros, tesoureiro do ANDES-SN que esteve presente na mesa, a reunião configurou novamente a postura do governo em prolongar o processo e tentar conduzir as negociações conforme as pautas que lhe convém.  “O governo claramente mostrou que tudo o que foi apresentado hoje é apenas estudos e que precisam discutir internamente. Não houve nenhuma resposta à pauta apresentada e à metodologia acordada na última mesa. Avaliamos inicialmente que a realização dessa reunião, sem respeitar a metodologia, não é um avanço. E ainda termina a reunião sem apresentar uma nova data”, explica.

Com informações do ANDES-SN e de professores das unidades Maracanã, Itaguaí e Maria da Graça.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s