Professores do CEFET/RJ decidem integrar Dia Nacional de Lutas com atividades de panfletagem e participação em ato unitário

Os(as) professores(as) do CEFET/RJ se reuniram ontem, 13/04, em assembleia, para discutir os efeitos do PL 4330, que radicaliza o processo de terceirização, do ajuste fiscal e das MPs 664 e 665, que modificam e dificultam o acesso dos(as) trabalhadores(as) a benefícios como Abono Salarial, Seguro-Desemprego, Auxílio-Doença e Pensão por Morte.

A diretoria da ADCEFET-RJ destacou que esses recentes ataques fazem parte do projeto de contrarreforma do Estado em implantação há décadas no país, e a urgência de barrar essas medidas, sem perder, contudo, a dimensão de que a luta continuará: contra a terceirização, que já precariza as condições de trabalho no setor público, inclusive no CEFET/RJ, onde os mais precarizados são os trabalhadores terceirizados; contra a retirada de direitos trabalhistas, como a previdência complementar (FUNPRESP) e outros dispositivos que afastam, sobretudo os novos servidores, de qualquer perspectiva de aposentadoria digna; e contra a lógica de distribuição orçamentária que prioriza a transferência de recursos públicos para o setor privado, em detrimento do investimento em serviços públicos e da valorização dos servidores.

Diversos professores destacaram a necessidade de intensificação da mobilização dos(as) trabalhadores(as) para barrar os constantes ataques que vêm sofrendo. Além disso, foi discutida a necessidade de se repensar a organização dos sindicatos, no sentido de melhor articular as lutas, que cada vez mais demandam a unidade da classe, tendo em vista que os ataques atingem a todos(as).

Em relação à terceirização, diversas intervenções lembraram que o presidente da CAPES, no final de 2014, destacou em entrevista a intenção do Governo Federal de contratar os professores federais a partir de Organizações Sociais (OS), representando na prática, a terceirização da atividade docente nas Instituições Federais de Ensino (IFE) e o fim da carreira docente e dos concursos públicos.

Nesta perspectiva, a terceirização das atividades-fim, prevista no PL 4330, ao lado de outros projetos de lei em tramitação no Congresso Federal, como o que procura “regulamentar” o direito de greve no serviço público, colocam um horizonte duro para os servidores públicos e, em particular, para os professores federais.

No dia 15/04, os professores do CEFET/RJ farão panfletagem e participarão de ato no Centro do Rio

A assembleia aprovou a realização de atividades de panfletagem, no dia 15/04, 4a feira, nas diversas unidades do CEFET/RJ, com participação no ato unitário contra o PL 4330, que está sendo convocado para o mesmo dia, a partir das 16h, na Candelária.

Embora todos os presentes tenham destacado a importância de aprovação da paralisação, foi avaliado por diversos professores que seria necessário um tempo maior para mobilizar a comunidade em torno da paralisação. Estrategicamente, embora sem paralisar as atividades, ocorrerão atividades de mobilização para sensibilizar a comunidade acadêmica para a gravidade da conjuntura e necessidade de unificar as lutas.

A diretoria da ADCEFET-RJ conclama todos(as) os(as) professores(as), servidores(as) técnico-administrativos em educação, estudantes e suas famílias para somar esforços neste dia e nos demais, em defesa dos direitos trabalhistas e da escola pública de qualidade!

No dia 15/04 vamos todos(as) à luta! Todos(as) à Candelária, às 16h!

Confirme sua presença: https://www.facebook.com/events/1568784366717676/

11144576_962795777063957_1016748610_o

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s